Bi-Campeão Olimpíca jogando como líbero nas duas conquistas olímpicas da Seleção Feminina de Vôlei em Pequim 2008 e Londres 2012, ela é exemplo de garra e paixão pelo voleibol. Não existe “bola perdida” para uma atleta tão determinada como a Fabizinha