Quais são os esportes mais perigosos do mundo?

Quais são os esportes mais perigosos do mundo?

O que você faria para praticar sua atividade favorita? Pois os esportes + perigosos do mundo provam que existem muitos atletas sedentos por adrenalina.

As Olimpíadas de Inverno começaram no último dia 9 de fevereiro na Coreia do Sul e a gente, num país extremamente tropical, tenta entender a dinâmica esportiva que tem a neve e as baixíssimas temperaturas como base de todas as modalidades. Porém, nós não estamos aqui pra falar desse evento ou dos grandes nomes que fazem da competição uma das principais no calendário esportivo, mas temos que confessar que ela foi o pontapé inicial pra que a gente falasse sobre os esportes mais perigosos do mundo – não só aqueles praticados na neve e nas Olimpíadas de Inverno, mas em ambientes totalmente hostis onde o atleta deixa sua própria vida por um fio.

Vale lembrar que esta lista de esportes mais perigosos do mundo não se baseia em nenhum ranking oficial ou cálculos de periculosidade, mas sim, nós mesmos fizemos um estudo e observamos o risco de vida envolvido nas modalidades em questão. É claro que a lista poderia ser muito maior – até porque o que tem de atleta em busca de aventura é muito maior do que a gente pensa e quanto mais os dias passam, mais esportes extremamente perigosos surgem. Se quiser, fique à vontade para deixar a sua contribuição nos comentários.

Entre os esportes mais perigosos do mundo, o Base Jumping

Em todas as listas de esportes mais perigosos do mundo você vai perceber que o Base Jumping está em todas elas. Pode ser que você não esteja ligando o nome a prática, mas é só clicar no vídeo abaixo que, provavelmente, você vai perceber que já deve ter visto alguma coisa sobre a prática na TV ou internet.  Trata-se de uma modalidade na qual o praticante salta de pontes, prédios e penhascos utilizando apenas um paraquedas para baixas altitudes – que quem olha assim, de longe, parece que o atleta está praticamente sem nenhum equipamento.

E, na verdade, está mesmo. Pois as taxas de mortalidade neste esporte são altíssimas e não é à toa que a prática é proibida em diversos países, isto porque o equipamento utilizado para o salto, dependendo do vento, pode não funcionar como esperado e o resultado acaba sendo trágico.

Leia também:
[AGENDA] 6 eventos esportivos imperdíveis em 2018
7 livros sobre esporte que você precisa ler e se inspirar

Surfando em ondas gigantes

Até parece cena de filme, mas as ondas gigantes são muito reais – e matam. Poucas pessoas, ao observarem os surfistas, teriam coragem de praticar o esporte, mas muitos atletas encaram isso como um desafio e uma verdadeira superação de limites. A gente mesmo, quando pensa nestas ondas gigantes, lembra de um episódio fatídico com a brasileira Maya Gabeira, que ao surfar estas ondas gigantes em Portugal, quase perdeu a vida. Por sorte, ela está viva para contar sua experiência, mas nem sempre é assim. Dados apontam que de cada mil surfistas, 3 morrem praticando a modalidade e muitas destas mortes são causadas por saltos mal executados (sim, os atletas para surfarem as ondas gigantes precisam da ajuda de um helicóptero), além de afogamentos.

Heli-Skiing, a prática de esqui ‘às cegas’

É mais ou menos como funciona a pratica de ondas gigantes, mas no lugar do mar, imagine, muita, mas muita neve. Na prática do Heli-Skiing o atleta deve, com a ajuda de um helicóptero, se posicionar no ponto alto da montanha e daí então esquiar, sem conhecer o tipo de terreno que o espera e tudo isso somado a muita velocidade e nenhuma sinalização de perigo. Na prática, isso significa que o atleta pode sofrer um acidente grave e até mesmo se deparar com uma avalanche que pode matá-lo em poucos segundos.

Escalada sem limites

Ousamos dizer que atletas que praticam escaladas são completos. Isto porque a pratica dá ao atleta muito mais agilidade, capacidade de improvisar em situações difíceis, raciocínio lógico e muita força nos braços e pernas. Assim, ninguém pode negar que a escalada é um esporte bacana, certo? Bom, até pode ser bacana, mas ele entra na lista de esportes mais perigosos do mundo por ser um esporte de risco no qual o atleta pode sofrer quedas, se ‘traído’ por uma montanha inóspita ou sofrer lesões sérias no qual a equipe de salvamento não possui acesso fácil e que podem levar à morte – Aron Ralston sabe bem disso (se não pegou a referência, clique aqui).

porta-medalhas

Acrobacias na bike

Atletas que praticam BMX não gostam apenas de andar por aí de bicicleta, o lance deles é ousar e tornar a bike um instrumento de adrenalina pura. Com elas, os ciclistas saltam de grandes alturas, ultrapassam obstáculos, mas acabam se tornando um para-choque da própria bike, o que, claro, resulta em grandes lesões e que pode até mesmo levar a morte.

Agora conta aqui nos comentários quais são os esportes mais perigosos do mundo que você conhece e se praticaria uma das modalidades citadas aqui. De qualquer forma, fica a dica: sempre que for se aventurar num esporte novo, procure orientações, utilize os equipamentos corretos e, claro, o mais importante: preze pela sua segurança, afinal, praticar esporte é ótimo, mas a gente não precisa se arriscar tanto pra isso, né?

Com informações de Forbes, Superinteressante.
Imagem: Longarina.

Você deve estar 0gado para postar um comentário.