O Sesc Triathlon acontece  todo ano em 7 estados do Brasil e a etapa paranaense reunirá centenas de atletas no início de março. Saiba tudo sobre a prova e ainda fique por dentro da história do esporte!

A contagem regressiva para a primeira etapa do Sesc Triathlon já começou. No próximo dia 6 de março, cerca de 1.200 triatletas estarão em Caiobá, litoral paranaense, e participarão do evento que tem como objetivo dar visibilidade ao esporte e incentivar a prática de atividade física, em especial, as modalidades que compõem o triathlon: natação, ciclismo e corrida.

As largadas acontecem na Praça Central de Caiobá logo cedo. Às 7h, competem os participantes da Categoria Amadora, Comerciária, Pessoas com Deficiência e Mountain Bike; às 8h45 entram em cena os triatletas da elite feminina e masculina e, por fim, às 9h, é a vez da categoria Amador Olímpica.

sesc-triathlon

sesc-triathlon-caioba

O Sesc Triathlon – Etapa Caiobá – está na sua 28ª edição e há 12 anos a etapa faz parte do Circuito Nacional Sesc Triathlon, no qual há disputas nos estados de Tocantins, Amazonas, Pará, Bahia, Fortaleza, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Ao longo dos anos de competição, o Sesc Triathlon se aperfeiçoou, deixando o evento muito mais organizado e profissional. Na 25ª edição (2013), por exemplo, o Sesc Triathlon já contava com dois tipos de distância (short – mais curta – e olímpica – mais longa), e no mesmo ano, foi criada a categoria Amador Olímpico, destinada aos atletas que desejam novos desafios.

No ano passado, o atleta Marcus Fernandes foi o grande vencedor da categoria Elite e cruzou a linha de chegada com o tempo de 1h56min46seg. Já na competição feminina, a atleta vencedora foi Carolina Furriela, que mesmo sofrendo uma queda durante o percurso, recuperou o tempo cruzando a linha de chegada depois de 2h22min41seg de prova.

Infelizmente, as inscrições deste ano já encerraram, mas que tal separar um tempinho para assistir e, quem sabe, o ano que vem se inscrever e competir? Só adiantamos: treine desde já para superar os seus limites e fazer uma boa prova no dia da competição!

Dicas importantes para quem vai participar
do Sesc Triathlon 2016

  • Todos os atletas que realizam inscrição precisam retirar o kit Sesc Triathlon um dia antes da competição na Rua Dr. José Pinto Rebelo Júnior, 91, das 10h às 18h, no Sesc Caiobá. O kit do atleta possui uma touca, camiseta, informativo sobre o evento, numerais, alfinetes e um chip – que deve ser devolvido ao fim da competição.
  • Ah, para retirar o kit, não deixe de levar um documento oficial com foto. Se caso outra pessoa for buscar o kit para você, ela precisa estar com o seu documento e, claro, com o documento dela também.
  • Atletas comerciários devem apresentar o Cartão Cliente Sesc atualizado. Caso não tenham o cartão, não poderão competir na categoria correspondente.
  • Tenha certeza que você está em boa condição física para participar de uma competição que exige tanto dos atletas como esta. Lembre-se que a organização do evento se isenta de qualquer responsabilidade com relação à saúde dos atletas, então, procure um profissional para avaliar sua condição física.

Serviço:
28ª Edição do Sesc Triathlon Circuito Nacional Etapa Caiobá
Data da corrida: 6 de março de 2016
Horário: a partir das 7h
Local: Praça Central de Caiobá, Praia Mansa
Para mais informações, visite o site!

Mas afinal, o que é triathlon?

O triathlon, assim mesmo como se escreve, é uma palavra grega que caracteriza um esporte composto por três modalidades – natação, ciclismo e corrida. No Brasil, o mesmo termo pode sofrer variações, como triatlo e triátlon, mas o significado é o mesmo – o praticante precisa provar que é polivalente e que se dá bem em todos estes segmentos.

O esporte surgiu nos Estados Unidos, na década de 1970, como uma alternativa aos competidores de um clube de atletismo que ‘descansavam’ praticando outros tipos de modalidades, no caso, muito ciclismo e natação. Os treinadores faziam questão de testar estes atletas para saber se os treinamentos estavam sendo feitos.

sesc-triathlon-2015

A contrário do que se esperava, os atletas gostaram muito deste ‘rodízio de modalidades’ e até propuseram um desafio entre eles e alguns guarda-vidas de San Diego, que, naturalmente, eram tão preparados quanto eles. O resultado não poderia ser diferente: muitos entusiastas adoraram o desafio, porém, o esporte só veio a se tornar olímpico nas Olimpíadas de Sidney, em 2000.

Antes disso, em 1980, o Brasil sediava a primeira competição de triathlon. Hoje, segundo a Confederação Brasileira de Triathlon, são 24 federações e 3.100 atletas filiados.

porta-medalhas-triathlon

VALE RESSALTAR:

  • Existem outros esportes que englobam modalidades parecidamente com o triathlon, como, por exemplo, o aquathlon (corrida e natação), o cross triathlon (natação, mountain bike e corrida) e até mesmo o pentathlon (esgrima, natação, hipismo, corrida e tiro).
  • Não confunda a competição Iron Man com triathlon! Apesar de ambas as modalidades exigirem muito de seus atletas, os esportes têm origens e números bem diferentes. Enquanto o primeiro surgiu no Havaí na década de 1970 e possui 8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida; o triathlon, por sua vez, na prova olímpica, tem 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10 km de corrida.

Dicas para quem está começando

Se você está encantado com o triathlon e pretende se jogar de cabeça nas modalidades que compõem este esporte, é bem importante manter uma rotina que fará de você um atleta de sucesso.

bicicleta_318-101809DEVAGAR E SEMPRE

Nada de bancar o Iron Man e se jogar logo de cara nas distâncias mais longas. Comece devagar e dê tempo para que o seu corpo se adapte as exigências que virão mais para frente.

TRABALHE SEU CORPO PERIODICAMENTEsilhueta-frontal-weightlifter_318-71011

Não falamos aqui de praticar somente os esportes da modalidade e, sim, fortalecer o corpo naquilo que será exigido. A musculação, por exemplo, é uma atividade essencial para fortalecer os membros superiores, inferiores e abdômen.

 

sesc-caioba-triathlon

sesc-de-triathlon-salvador

figura-de-natacao_318-82722NADAR NÃO É APENAS NADAR

A modalidade natação não se resume a movimentar braços e pernas. Muito pelo contrário. É preciso trabalhar a respiração, bem como otimizar os movimentos feitos dentro da água para que tudo seja utilizado a seu favor na hora da competição.

relogio-de-parede_318-83799TENHA UMA ROTINA

Não só no esporte, mas em qualquer objetivo é necessário ter foco, e isso só se faz com rotina e disciplina. Tenha horários para a realização dos exercícios, mas não se esqueça de que o corpo também precisa de descanso. O importante é manter um ritmo para que o seu corpo se exercite, mas não se desgaste entre uma modalidade e outra.

Outro detalhe importante: alimente-se bem, de forma saudável e se precisar, consulte um nutricionista para saber qual é o melhor plano nutricional para você.

vista-lateral-shoe_318-82712INVISTA NOS SEUS MATERIAIS DE ‘TRABALHO’

É difícil quem encara o triathlon como ‘trabalho’. Mesmo quem pratica as modalidades do esporte de forma profissional encara as competições como um grande prazer, no entanto, levar a sério e investir em bons equipamentos é algo muito importante para o sucesso na carreira e, porque não, um investimento na sua segurança.

Sua bicicleta pode ser simples, mas é muito importante que ela esteja com a revisão em dia. Preste atenção no calçado e nas roupas que usa nos treinos e competições também.

E aí, conta pra gente: empolgado para participar ou mesmo entrar de cabeça no mundo do triathlon? Conte sua opinião nos comentários!

Já é um atleta? Então conte-nos um pouco da sua experiência também!

Com informações de Confederação Brasileira
de Triathlon, RPC, Sua Corrida, Sesc Paraná.

Imagens: Gazeta do Povo, Flickr Fecomércio, Sesc
Paraná/Salvador, Amigos do Parque Barigui, Tri Sport Mag.

Deixe uma resposta