Corrida de aventura: adrenalina em meio a natureza

Corrida de aventura: adrenalina em meio a natureza

Conheça mais sobre esta competição eletrizante que reúne várias práticas de esportes em um único circuito tendo como cenário a natureza.

Você sempre confere aqui no Blog do Porta Medalhas vários posts sobre provas de corrida que são realizadas durante o ano todo. Mas, você já ouviu falar em corrida de aventura? No post de hoje você vai conhecer um pouco mais sobre esta modalidade eletrizante que reúne várias práticas de esportes em um único circuito. Vem com a gente!

O que é corrida de aventura?

Assim como o triathlon, a corrida de aventura é uma competição multiesportiva, realizada em equipe, em que os participantes realizam o trajeto orientados por um mapa e uma bússola para realizar as três modalidades: trekking; mountain bike e canoagem. O objetivo da corrida é que o atleta se adapte aos desafios que apareçam e vence quem cruzar a linha de chegada em menos tempo.

Como o desafio é realizado em equipe, normalmente composta por no mínimo três competidores, todos correm juntos e um ajuda o outro. Nas provas de corrida de aventura, o percurso não está demarcado e as equipes só recebem na véspera da prova um mapa em que estão marcados os postos de controle (PCs), para instruir os corredores sobre qual modalidade cada PC deve ser visitado. Por isso, as equipes devem estar preparadas para o que der e vier! Durante a prova de corrida de aventura, cada equipe escolhe o seu caminho e monta a sua estratégia para percorrer o trajeto. Por isso, nem sempre a equipe mais forte e veloz vence e sim a que tiver a melhor estratégia e trabalhar em conjunto.

corrida-de-aventura-trajeto

Nos postos de controle da corrida de aventura, que são numerados e devem ser encontrados na ordem certa, os atletas devem registrar a sua passagem, para controle e confirmar que estão no caminho certo. Se a equipe não encontrar um dos postos de controle, está automaticamente desclassificada. Além disso, nos PCS é possível realizar a transição de modalidade e é o momento também em que os atletas podem encontrar a sua equipe de apoio, comer, se hidratar e trocar de roupas e equipamentos para seguir em frente na prova.

História da Corrida de aventura no Brasil

A modalidade da corrida de aventura foi trazida ao Brasil por Alexandre Henrique de Freitas, um visionário do mundo das finanças, que sempre adorou praticar esportes. Ao participar de uma corrida de aventura na Nova Zelândia, Freitas gostou tanto do que vivenciou que decidiu trazer esta modalidade – até então não praticada aqui. Ele viu um mercado promissor para o turismo esportivo de aventura e a oportunidade de aliar o prazer de praticar esporte e integrar o homem à natureza, conscientizando a todos a importância da preservação ambiental.

Em outubro de 1998 foi realizada a primeira Corrida de Aventura no Brasil, a EMA – Expedição Mata Atlântica. Durante os cinco anos seguintes, a EMA foi referência no mercado de esporte de aventura brasileiro, até que em 2002 foi interrompida devido a um problema de saúde que acometeu o seu organizador, Alexandre Henrique Freitas. Foi somente em novembro de 2011 que a EMA voltou ao circuito de competição de corrida de aventura.

corrida-de-aventura-participantes

E no decorrer dos anos foi cada vez mais crescente o número de corridas de aventura realizadas, as provas foram adaptadas para ficarem mais curtas e a modalidade ganhou cada vez mais espaço e adeptos. Como em praticamente todos os esportes, os praticantes de corrida de aventura podem ser divididos em dois grupos de atletas: os de elite, que são profissionais que participam de provas mais longas, que podem durar de 24 a 36 horas e com metas bem mais audaciosas; e os atletas amadores, que participam de provas mais curtas, com trajetos de 45 a 200 km e praticam o esporte pela sede de adrenalina e a vontade de estar em meio a natureza.

Dicas para quem quer participar deste tipo de aventura

Mas para quem pensa que basta apenas muita animação para percorrer alguns quilômetros de trekking,  uma bike emprestada para o percurso de pedal e aquele bote que o vovô usava para pescar está muito enganado. Além de vários equipamentos de qualidade-  específicos e muitos obrigatórios, para prática da corrida de aventura é necessário ter muita resistência física, já que os exercícios durante a prova são intensos e ininterruptos, além de técnica, paciência, calma e domínio das diversas modalidades.

Portanto, para embarcar nas corridas de aventura é preciso muito treino em todas as modalidades, além do máximo de conhecimento em cada uma delas. Confira algumas dicas que podem auxiliar no início do treinamento e o que você vai precisar:

Trekking

Pode ser treinado através do enduro a pé ou mesmo caminhadas, de preferência de longa distância, já que as corridas de aventura costumam ser longas e difíceis.

corrida-de-aventura-tracking

Equipamento: um bom tênis de trekking é super importante para que seus pés suportem bem o percurso e garanta a sua segurança no trajeto, evitando escorregões. Além disso, meias apropriadas também são essenciais para não acabar o trajeto com bolhas nos pés.

Canogem

É claro que de todas as modalidades, a canoagem acaba sendo a mais difícil no que diz respeito aos treinos para corrida de aventura. Mas, é possível iniciar a técnica através do rafting, ou então do caiaque propriamente dito, em locais que você possa treinar, como represas e lagos particulares. É importante se familiarizar com esta modalidade, fazendo algumas aulas práticas, principalmente para não gastar tanta energia para concluir uma das etapas da competição.

corrida-de-aventura-caiaque

Equipamento: caiaque, remo, colete salva-vidas e capacete.

Montain Bike

Fazer o percurso de montain bike na corrida de aventura é bem diferente do que andar no asfalto. Por isso, para quem não está acostumado, é preciso ir para as estradinhas de terra e encarar terrenos mais acidentados, com subidas e descidas, até mesmo enlameados, para experimentar diferentes texturas.

corrida-de-aventura-bike

Equipamentos: uma boa bicicleta, além de capacete, luvas, óculos e o kit de manutenção, para reparo nos pneus, caso necessário.

E além das modalidades da corrida de aventura, como falamos no início do post, não basta um excelente preparo físico se os competidores não têm senso de orientação para seguir o mapa e as indicações geográficas para passar pelos postos de controle e concluir o trajeto da corrida de aventura. Por isso, é importante dominar a técnica de orientação e para isso, normalmente é necessário ingressar em um curso de orientação, que vai ensinar a como se orientar através de uma carta topográfica e identificar as características de relevo do terreno.

Mas, antes de participar de uma corrida de aventura, normalmente os atletas vão receber uma lista com todos os itens obrigatórios para a prova, como equipamentos, alimentação, água e medicamentos. Há provas em que os equipamentos são disponibilizados pelos organizadores, mas a maioria ainda deve ser adquirida pelo atleta.

E para finalizar a lista de equipamentos, é claro, não poderia faltar, um porta-medalhas bem lindo para você pendurar todas as medalhas conquistadas nas provas de corrida de aventura!

porta-medalhas-corrida

Calendário de corridas de aventura

E para quem ficou interessado em aventura-se em uma corrida de aventura pode acompanhar aqui o calendário de provas, com todas as datas e sites de organizadores de corridas de aventura. E 2016 ainda nem acabou e já tem até prova agendada para o ano que vem, 2017. Dá só uma olhadinha e fique por dentro deste incrível universo das corridas de aventura, que dão a oportunidade das pessoas se desafiarem e testarem os seus limites, e o melhor, cercados pela natureza.

E você, já tinha ouvido falar antes ou curte corrida de aventura? Conte para gente nos comentários se já teve alguma experiência bacana na prática desta modalidade! 😉

Com imagens e informações de: ema.com.br; brasiliaoutdooradventure.com; trilhseaventuras.com.br; adventuremag.com.br; rbca.com.br; mundocrux.com.br; ecobrasil.org.br; webventue.com.br; esporteig.com.br; ultraadv.blogspot.com; kodehunter.com      

Você deve estar 0gado para postar um comentário.