Uma das competições mais acirradas do ciclismo começou. Estamos falando do Le Tour de France, evento que reúne atletas de todo mundo em provas quase seguidas de resistência sobre duas rodas. A 103ª edição de Tour de France começou no último dia 2 e vai até dia 24 de julho. Aqui em nosso blog você fica por dentro de tudo o que está rolando nesta edição e ainda sabe um pouco da história da competição.

O Tour de France 2016

Atualmente, a edição vigente do Tour de France possui 21 etapas que serão completadas durante 23 dias de competição.  As equipes, que normalmente são cerca de 20, com nove atletas em cada uma, passam por diferentes tipos de adversidades, como estradas irregulares e subidas íngremes. Ao todo, serão 3.519 Km percorridos e uma média de 167 km por dia.

https://www.youtube.com/watch?v=oJ7MTyccR3w

É claro que a maioria das etapas do Tour de France, como não poderia deixar de ser, é realizada na França. Mas, pode sim ter etapas realizadas em países vizinhos, como Espanha, Alemanha e Inglaterra. Este ano, o Tour de France passará também pela Espanha, Andorra e Suíça. Veja a rota oficial:

map_route

le-tour-de-france-2015
O queniano radicado no Reino Unido, Chris Froome, é um dos ciclistas favoritos do Tour de France 2016.

História

Le Tour de France é uma competição de ciclismo que acontece todos os anos na França.  Disputada em etapas, o evento tem mais de 100 anos de tradição, sendo originada, não pelo amor às bicicletas, mas sim para recuperar as vendas do Jornal L’ Auto – uma publicação especializada na cobertura de eventos esportivos.

O L’ Auto tinha como editor o ciclista Henri Desgrange. Por mais que se esforçassem, o jornal não teve o sucesso esperado e em uma reunião de equipe surgiu a ideia de realizar uma corrida de ciclismo de longa distância, com seis dias de duração – nada antes visto na história da França, mas que poderia ser um meio diferente para que o jornal saísse da crise.  E em janeiro de 1903 foi anunciado o primeiro Tour de France.

le-tour-de-france-historia

O primeiro Tour de France foi planejado para ter cinco etapas. A rota tinha paradas como Lyon, Marselha e Paris. Mas, para superação dos próprios limites, mais percursos foram adicionados, sendo necessário que os atletas passassem a noite toda competindo. Por esta dificuldade, foi natural que a adesão fosse limitada e quase que o Le Tour de France deixou de existir neste momento.

Então, a organização se comprometeu a dar um subsídio para aqueles que percorressem pelo menos 20 km/h em todas as etapas, diminuíram o valor da inscrição para tornar o evento mais acessível e o valor do prêmio aumentou. Obviamente, o número de atletas interessados foi grande e o primeiro vencedor do Tour de France foi Maurice Garin.

porta-medalhas-ciclismo

Por ser uma prova longa e de alta resistência, já era de se esperar que alguns competidores dessem um ‘jeitinho’ para se sair bem na competição, principalmente quando eles passavam a noite competindo e os juízes não conseguiam ver os competidores. Na segunda edição do Tour de France, por exemplo, alguns atletas foram banidos por realizar parte do percurso de trem. Isto mesmo!

le-tour-de-france
Não demorou muito para que outros ciclistas do mundo começassem a participar do Tour de France. Este ano, nenhum brasileiro está entre os competidores.
le-tour-de-france-2016
Juntamente com a Vuelta a España e o Giro d’Italia, O Tour de France está entre as provas de ciclismo de longa duração que fazem parte do Grand Tour de Ciclismo. Sendo o Tour a prova mais prestigiada.

Para evitar este tipo de problema e também grande desgaste dos atletas, as etapas – até os dias atuais – são feitas dia a dia e durante cada uma destas fases, há veículos da própria organização e das equipes participantes que fornecem alimento, água, além de assistência médica e mecânica. Ah, vale lembrar que só este ano serão 15 juízes para arbitrar a prova.

Desde 1903, a competição foi realizada praticamente todos os anos – parando apenas no período de Guerras Mundiais e todos os anos a prova é realizada durante o mês de julho, mas as rotas mudam um pouquinho a cada edição – o que não se altera são as lindas paisagens por quais os atletas passam – de cadeias montanhosas aos alpes.

le-tour-de-france-foto

Como funciona o Tour de France

A competição de ciclismo elege vencedores em diferentes classificações. E basicamente as fases são cronometradas e somada as etapas anteriores. No caso da classificação geral – considerada a mais importante de todas -, quem fizer o percurso em menos tempo ganha o Tour de France e a mais cobiçada camisa amarela.

Para cada vencedor uma cor de camisa

No entanto, há outras classificações e respectivas camisas, as quais os ciclistas almejam: a classificação individual por pontos; classificação de montanha e classificação de ciclista jovem (com menos de 25 anos) e classificação por equipes.

camisas-tour-de-france
Para cada vencedor, uma camisa. A mais cobiçada delas é a amarela, que nos ano de 2012 foi para Bradley Wiggins.

A Camisa amarela

Surgiu em 1919, é a mais cobiçada de todas as camisas e só o primeiro corredor da classificação geral pode tê-la. Ela tem esta cor em referências às páginas amarelas do jornal L’Auto.

Camisa verde

Surgiu em 1953 – cinquenta anos depois do primeiro Tour de France. Só o atleta que apresentou o melhor desempenho na classificação individual por pontos. Os pontos são acumulados a cada etapa quando os competidores almejam boas colocações – em etapas planas, por exemplo, os competidores ganham mais pontos

Camisa com bolinhas

Nas etapas de montanhas, também são atribuídos pontos paras as primeiras colocações e o ciclista que mais se destaca recebe a camisa com bolinhas. De acordo com a montanha, há níveis de dificuldade e para cada dificuldade há diferentes pontos atribuídos.

Camisa branca

É atribuída ao ciclista mais jovem da competição (até 25 anos) que teve o melhor desempenho na classificação geral.

Casos de Doping

Por ser uma prova de resistência, muitos atletas optavam pelo uso de substâncias para aguentar o que a competição exigia tanto, mas, foi só na década de 1960, depois da morte de um atleta por tomar anfetamina, que a União Ciclística Internacional (UCI) entrou em ação e impôs períodos de descanso para os participantes, além de punir atletas ‘pegos’ em exames antidoping.

france-Lance-Armstrong
Lance Armstrong participou do Tour de France no ano passado, fora do pelotão oficial, para angariar fundos para uma entidade que atende pessoas com leucemia. Apesar do caráter beneficente, muita gente não gostou devido todo o histórico do atleta e dividiu opiniões sobre a participação.

No entanto, um dos casos mais conhecidos é do atleta Lance Armstrong. Em 2005, após vencer pela sétima vez o Tour de France, ele foi acusado de ter usado EPO em 1999. A alegação de Lance era que ele usou um creme de pele que continha a substância, mas não foi o suficiente para convencer a Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) a retirar todas as suas sete vitórias, além ser banido da competição para sempre. Em 2013, ele admitiu num programa de TV que usou doping.

De qualquer forma, mesmo com estes casos surpreendentes de doping, a competição se revela como uma das mais importantes do mundo. Além de valorizar o ciclismo, o Tour de France possibilita que cada atleta ultrapasse seus próprios limites e cheguem ao ponto mais alto do pódio.

E você, gostou de saber um pouquinho mais sobre o Le Tour de France? Conte nos comentários.

Imagens: Zimbio, Facebook Tour de France, bomdia.eu.
Com informações de ESPN, Le Tour de France, economico.sapo.pt e bomdia.eu.

DICA: Acompanhe a competição ao vivo por aqui.

tour_2x

 

Deixe uma resposta