Com o isolamento social nossa rotina sofreu muitas adaptações para que nos acostumássemos a esse período de confinamento. Isso traz mudanças não apenas para a vida, mas, também, para o nosso corpo. A imunidade tem papel fundamental no combate às ameaças causadas pelo novo coronavírus e, principalmente, aos sintomas sofridos no desenvolvimento da doença. Por isso, hoje traremos dicas importantes para fortalecer a imunidade nesse momento de tantas incertezas.

Como funciona o sistema imunológico

O sistema imunológico, ou sistema imune, é constituído por células que protegem o corpo contra infecções por microrganismos ou agentes desconhecidos que podem ser prejudiciais à nossa saúde. Se o sistema imunológico funciona corretamente, o corpo pode detectar uma grande variedade desses agentes nocivos, desde os vírus aos parasitas, e distingui-los do tecido saudável, sendo sua principal função detectar e proteger o corpo contra a invasão desses microrganismos e substâncias estranhas.

Alguns fatores como genética, meio ambiente, estilo de vida, nutrição e, agora, o confinamento, influenciam o sistema imunológico. Outro fator importante que pode influenciar a imunidade e pode ser minimizado com algumas atitudes é o estresse, muito intensificado no período de quarentena por causa dessas adaptações acontecendo nas nossas rotinas.

Dicas para fortalecer a imunidade

  • Vitamina D: Tomar um pouco de sol pela manhã por pelo menos 10 minutos para melhorar a absorção da vitamina D;
  • Hidratação: Tomar no mínimo 2 litros de água por dia garante o bom funcionamento do nosso sistema imunológico e a absorção dos nutrientes presentes na nossa alimentação.
  • Alimentação balanceada: Manter uma alimentação balanceada para garantir os nutrientes necessários para o corpo. Atenção para os alimentos ricos em vitamina C, ferro e zinco, pois estes são responsáveis por várias funções referentes a imunidade no nosso organismo.
  • Exercícios físicos: Manter uma rotina de exercícios físicos é fundamental para uma boa imunidade, pois melhoram a circulação e a produção de endorfinas e serotoninas, que são responsáveis pelo nosso bem-estar. 
  • Suplementação de vitaminas e minerais: A suplementação de vitaminas e minerais deve ser sempre analisada e orientada por um profissional da saúde, médico ou nutricionista, pois tanto a falta como o excesso de nutrientes pode ser prejudicial à saúde.
  • Qualidade do sono: o sono tem uma interação importante com o sistema imune, por isso, procure dormir de 6 a 8 horas por noite, possibilitando uma qualidade de sono favorável para os hormônios e para as condições cardíacas. Cuide do ambiente em que você dorme, não use o mesmo espaço para trabalhar ou fazer outras atividades do dia.

Leia também:

6 APPS PARA FAZER EXERCÍCIOS EM CASA

9 EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA VOCÊ FAZER EM CASA

5 BENEFÍCIOS DE UMA DIETA RICA EM FIBRAS

Leave a Reply